Deseja iniciar seu plantio de soja?

segunda-feira, Setembro 19, 2016

Conheça Mais Sobre o Plantio de Soja

Um dos princípios básicos para começar qualquer plantação é conhecer tudo sobre a planta. Portanto, comece sabendo que a soja é um grão que pertence à família Fabaceae, sendo uma leguminosa, semelhante à lentilha, ervilha e feijão. A soja é de origem asiática, mais especificamente da China e do Japão, tendo sido introduzida na Europa e, posteriormente, inserida

nos países da América.

 

A soja é utilizada tanto na alimentação dos humanos quanto na dos animais, sendo considerado um grão rico em proteínas como, por exemplo, cálcio, potássio, magnésio, cobre e zinco. A soja também contém as vitaminas aniacina e riboflavina do complexo B e vitamina C, que são extremamente benéficas para a saúde.

Quais as Vantagens do Plantio de Soja?

A soja é a modalidade de grão mais cultivada no Brasil, e não é para menos, pois ela oferece uma série de vantagens para os seus produtores. Em primeiro lugar, conforme já foi dito, a soja é muito consumida no país, além de ser exportada principalmente para as regiões da Europa, sendo processada e transformada em outros alimentos, além de óleo, o que mantém este setor da agricultura estável.

 

Além disso, a soja é um grão de uso bastante democrático, visto que pode ser usado para diferentes finalidades. Tendo isso como base, o agricultor tem um amplo leque de consumidores para negociar os produtos, podendo atender a mais de uma demanda, consequentemente, aumentando os seus rendimentos financeiros.

Quais as Desvantagens do Plantio de Soja?

Apesar das vantagens, a soja também apresenta algumas desvantagens, as quais é necessário estar atento e conhecer antes de dar início ao seu plantio de soja. A soja não se desenvolve em qualquer lugar, tendo facilidade para desenvolver em regiões com calor e frio moderado e com chuvas regulares, ficando restrito ao Sul e Sudeste do país.

 

Também é importante ressaltar que o plantio de soja é um cultivo relativamente caro, necessitando de um investimento alto para que seja possível obter uma produção de qualidade, pois é necessário gastar com a preparação do solo, com adubos e com o processo de colheita que deve ser feito de maneira mecânica.

 

Um ponto interessante a se tratar quanto ao custo de investimento é os auxílios governamentais e programas de subsidiamento. Os agricultores possuem diversas facilidades para conseguir iniciar a sua plantação e até mesmo em casos de perdas por fatores de força maior. Dirigir-se aos famosos “banco da terra” é uma das formas mais simples de se conseguir recursos financeiros para iniciar o seu plantio de soja.

 

Também, cabe frisar que raramente os agricultores plantam apenas soja, fazendo a mescla de plantios de acordo com as estações climáticas propícias.

Não basta plantar os grãos de soja e aguardar que eles nasçam espontaneamente, também é necessário promover a manutenção do plantio para evitar eventuais problemas que prejudiquem o crescimento das plantas. Portanto, é recomendado acompanhar a plantação de soja todos os dias, cuidando para quem não haja a infestação de pragas e demais males.

 

 

E na hora da Colheita? 

A colheita de soja deve ser feita quando os grãos apresentarem um teor de 15% a 16% de água, que é o período em que contam com a textura ideal. Este processo deve ser feito por meio de colheitadeiras profissionais para evitar perdas. Após a colheita, os grãos de soja precisam ser secados de forma natural.
 

O armazenamento dos grãos também é importante. Devido aos cuidados especiais, muitos agricultores preferem deixar nas cooperativas para serem armazenados, recebendo um documento de “entrada” dos grãos, podendo retirá-los posteriormente, no momento da venda ou quando entenderem mais conveniente.



Share